Segunda-feira, 28 de julho de 2014
Fale conosco
REVISTA E.F. Nº 35 - MARÇO DE 2010
Baixar Versão em PDFEnviar matéria por E-mail

IX Fórum de Educação Física dos Países do MERCOSUL

Criado em 1991 por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, o Mercado Comum do Sul, ou MERCOSUL, tem como objetivo principal estreitar as relações econômicas e comerciais entre os países que compõem o Bloco (Estados Partes). Além disso, existem os chamados Estados Associados do MERCOSUL, que são a Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru.

No entanto, a FIEP e o Sistema CONFEF/CREFs, ao promover a nona edição do Fórum de Educação Física, entendem que a interação entre estes países está além das “relações econômicas e comerciais”. Neste sentido, o encontro com autoridades da área de Educação Física e do Desporto, durante o congresso, foi extremamente importante no que diz respeito às trocas de conhecimentos e informações, buscando o desenvolvimento das práticas em ambas as Nações. “O MERCOSUL é uma das ações da FIEP, que se preocupa com a Educação Física nos países que compõem o Bloco”, defendeu o presidente da entidade e conselheiro federal do CONFEF, Prof. Almir Adolfo Gruhn.

Dentre os temas apresentados, um assunto que mereceu destaque foi o reconhecimento de diplomas e títulos acadêmicos entre os países do MERCOSUL, bem abordado pelo conselheiro do CONFEF Prof. Lucio Rogério dos Santos. Segundo ele, há uma enorme dificuldade de validação de cursos nos países do Bloco. “Um dos problemas, por exemplo, é que o Brasil possui cursos que são inexistentes em outros países do MERCOSUL e vice-versa”, destacou.

O Prof. Lucio citou o Projeto de Lei nº 4872/09, de autoria da deputada Eliene Lima (PP-MT), que “estabelece a admissão automática de diplomas de educação superior dos países do MERCOSUL, para seleção em concursos públicos, docentes, pesquisadores e para a carreira de ensino e pesquisa”. O Projeto ainda está em tramitação na Câmara dos Deputados. “A pretensão desta deputada é que os diplomas sejam validados automaticamente. A pergunta que fica é: ‘A sociedade estará protegida?’”, questionou o conselheiro.

Sem dúvida, a iniciativa da FIEP e do Sistema CONFEF/CREFs foi de grande relevância para os Profissionais de Educação Física do Brasil e de toda a América do Sul. E, como sempre, a beneficiada final será a população de cada país do MERCOSUL.

Avalie esta matéria:
O Conselho Legislação Sistema CONFEF/CREFs Registrados Inscrição Comunicação Utilidades Eleição CONFEF 2012