CONFEF - Conselho Federal de Educação Física
Comunicação

Comunicação

Notícias

Ministério da Saúde lança campanha contra obesidade infantil13/08/2021

Compromisso Nacional para deter o avanço da obesidade infantil conta com adesão do CONFEF

Uma doença que afeta milhares de crianças no Brasil: a obesidade infantil é motivo de alerta. Em crianças de 5 a 9 anos, 1 em cada 3 apresenta excesso de peso. É possível estimar que hoje há cerca de 7,2 milhões de crianças e adolescentes com obesidade. Incentivar a alimentação adequada e saudável, a diminuição do comportamento sedentário e da inatividade física e ações voltadas para a saúde das crianças é papel de toda a sociedade. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destinou nesta terça-feira (10), R$ 90 milhões para fortalecer o cuidado e a saúde dos brasileirinhos.

Os registros do Brasil sobre o cenário nutricional apontam que, em 2020, das crianças acompanhadas na Atenção Primária à Saúde do SUS, 15,9% dos menores de 5 anos e 31,8% das crianças entre 5 e 9 anos tinham excesso de peso, e, dessas, 7,4% e 15,8% apresentavam obesidade, respectivamente, segundo Índice de Massa Corporal (IMC) para a idade. Quanto aos adolescentes acompanhados na APS em 2020, 31,9% e 12% apresentavam excesso de peso e obesidade, respectivamente.

Outro dado importante é o do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani), que revelou que 10% das crianças brasileiras menores de cinco anos estão com excesso de peso, 3% estão com obesidade e 18,3% estão em risco de sobrepeso.

As ações do governo federal para combater o problema grave de saúde pública consistem na assinatura de duas portarias e no lançamento de várias ações para deter o avanço da obesidade infantil no País. Os atos foram firmados na cerimônia anual de lançamento da campanha sobre a obesidade infantil, com o lema: “Vamos prevenir a obesidade infantil: 1,2,3 e já!”.

A primeira portaria institui a Estratégia Nacional de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil (Proteja), que busca articular as iniciativas nos estados, no Distrito Federal e nos municípios. A segunda destina três parcelas de R$ 31,9 milhões por ano, durante três anos, para cidades de até 30 mil habitantes e que apresentaram prevalência de obesidade entre crianças menores de 10 anos superior a 15% em 2019. Esse incentivo tem como objetivo estimular o desenvolvimento de ações que contribuam para que as cidades promovam ambientes mais saudáveis para as crianças e suas famílias.      

Os municípios que se encaixarem nos critérios estipulados pelo texto podem fazer a adesão ao incentivo financeiro até 12 de setembro de 2021. Os eixos principais da medida são a vigilância alimentar e nutricional; o diagnóstico precoce e o cuidado adequado às crianças; a promoção da saúde nas escolas para torná-las espaços que promovam o consumo de alimentos saudáveis e para que elas incentivem a prática de exercícios; educação, comunicação e informação para promover a alimentação adequada e saudável e a prática de atividade física para toda a população brasileira; formação e educação permanente dos profissionais envolvidos no cuidado às crianças; e articulações intersetoriais e de caráter comunitário que promovam ambientes saudáveis.

Trabalho em conjunto

O Ministério se uniu a gestores e parceiros do Governo Federal, entidades profissionais e organismos internacionais para firmar um compromisso nacional. O objetivo é que toda a sociedade apoie a implementação das ações voltadas para a prevenção e atenção à obesidade infantil. Entre as entidades que assinaram o acordo estão: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass); Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems); Unicef Brasil; Opas Brasil; FAO Brasil; Unesco; Programa Mundial de Alimentos (PMA); Pastoral da Criança; Conselho Federal de Nutricionistas (CFN); Associação Brasileira de Nutrição (Asbran); Conselho Federal de Medicina (CFM); Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP); Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso); Conselho Federal de Educação Física (CONFEF); Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde (SBAFS); Ministério da Educação; Ministério da Cidadania; Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

“Vamos prevenir a obesidade infantil: 1,2,3 e já!”

A campanha contra a obesidade infantil do Ministério da Saúde reforça a responsabilidade de todos por cuidar e incentivar crianças a adotarem uma alimentação saudável e praticar atividades físicas. Também ressalta a atuação da pasta na articulação de ações intersetoriais de promoção da saúde, prevenção e atenção à obesidade infantil.

A publicidade, que será divulgada até o dia 24 de agosto, é composta por um filme para TV, spot para rádio, anúncio de revista, peças de mobiliário urbano, banners em portais diversos e peças para redes sociais.

Campanha de prevenção da obesidade infantil:
•    
Vídeo da campanha
•    Peças da campanha
•    Vídeo do lançamento da Campanha para Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil 

Curso sobre obesidade infantil

A Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) desenvolveu um curso on-line, voltado para profissionais de saúde, sobre prevenção e cuidado do excesso de peso na infância. O curso "Obesidade Infantil: uma visão global da prevenção e controle na atenção primária" será disponibilizado na plataforma Avasus e tem carga horária de 40 horas. Uma das suas propostas é ampliar a discussão sobre o cuidado e a saúde da criança com excesso de peso.

Instrutivo para o cuidado da criança e do adolescente com sobrepeso e obesidade no âmbito da Atenção Primária à Saúde

O instrutivo, o primeiro sobre o tema, é destinado para as mais de 40 mil equipes de Atenção Primária à Saúde com objetivo de apoiar e qualificar o trabalho desenvolvido pelas equipes de saúde na oferta do cuidado para crianças e adolescentes que foram diagnosticados com sobrepeso e obesidade. Apresenta recomendações de cuidado para crianças e adolescentes baseadas em cinco grandes estratégias focadas na alimentação saudável, aliada a uma vida mais ativa à redução do tempo em atividades sedentárias, aos cuidados com o sono e à saúde mental.

Acesse os materiais

Proteja: https://bit.ly/EstrategiaProteja
Instrutivo: https://bit.ly/InstrutivoObesidadeInfantil
Manual: https://bit.ly/ManualSobrepesoObesidade

Saiba mais no portal do Ministério da Saúde

Autor: .