Comunicação

Comunicação

Clipping

Como o exercício ajuda a prevenir e tratar a depressão24/06/2022

Pandemia de Covid-19, crise política e econômica, múltiplas funções e sobrecarga de demandas são alguns dos motivos descritos por especialistas para explicar o aumento de casos de pessoas com depressão. O cenário mundial pós advento da pandemia gera uma série de consequências para a saúde mental que ainda precisarão ser muito estudadas e investigadas por especialistas. Resultados da Pesquisa Vigitel 2021, realizada pelo Ministério da Saúde e publicada no fim de abril, apontam que o número de brasileiros com depressão (11,3%) já é maior que o número de portadores de diabetes (9,1%). O estudo revela ainda que esse número já ultrapassa o estimado pela Organização Mundial da Saúde (5,3% da população brasileira). (...)

O organismo libera dois hormônios essenciais durante o exercício, que ajudam no tratamento da depressão: a endorfina e a dopamina. Rodrigo destaca que ambos têm interferência positiva sobre o humor e as emoções. Outro efeito comum atribuído ao exercício físico é a produção de serotonina, um neurotransmissor de grande importância, que tem a capacidade de auxiliar a regulação do humor. Com isso, a atividade física regular: Aumenta a sensação de bem-estar físico; Aumenta a sensação de bem-estar mental e emocional; Reduz os sintomas de estresse; Libera dopamina e serotonina, que contribuem para a redução dos sintomas de depressão; Melhora a autoestima e auxilia no controle do estresse; Promove sociabilização. (...)



Fonte: Eu Atleta