CONFEF - Conselho Federal de Educação Física
Comunicação

Comunicação

Notícias

No Amapá, academias são alvos de fiscalização por contratação irregular de profissionais14/06/2018

Academias de musculação de Macapá e Santana, no Amapá, estão sendo fiscalizadas. Denúncias anônimas de que existem pessoas atuando sem formação, feitas ao CREF18/PA-AP, levaram a realização da operação “Malhação”, com diligências em 24 academias nos dois municípios.

A ação conta com o apoio do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) e da Vigilância Sanitária do município. Entre as irregularidades apontadas estão a contratação de profissionais sem curso superior, falta ou atraso nas documentações e condições de higiene dos locais.

Em um dos casos, uma academia foi denunciada por manter profissional sem qualificação no acompanhamento dos alunos. Após averiguação, o espaço foi interditado pelo Conselho. Para a coordenadora da Seccional Amapá do CREF, algumas academias apresentam-se em situação considerada grave.

“Todos os dias chegam denúncias sobre pessoas que trabalham sem habilitação. O mais grave é que elas passam a receitar dietas e até anabolizantes aos alunos. É uma situação muito grave, de risco à vida, mas os usuários e donos dos estabelecimentos acabam se deixando enganar pelo fato do suposto professor apresentar um porte físico bonito”, contou a coordenadora Ellen White [CREF 000485-G/AP]

O Conselho informou que o estabelecimento que for interditado só será autorizado para voltar a funcionar depois que as pendências forem resolvidas. Antes de iniciarem as fiscalizações, um levantamento preliminar feito pela Seccional do CREF indicou que pelo menos 16 estabelecimentos, dentre os 24 a serem monitorados, estão em situação irregular, sendo 14 em Macapá e 2 em Santana.
 

Autor: Comunicação - Confef