Comunicação

Comunicação

Clipping

O importante papel da Educação Física no Autismo04/03/2020

(...) Para as pessoas dentro do Transtorno do Espectro Autista – TEA, a educação física é utilizada como ferramenta fundamental no desenvolvimento de habilidades e de inclusão. Os exercícios contribuem para vencer as fragilidades que apresentam (cada um em sua intensidade) no equilíbrio, coordenação, flexibilidade, planejamento motor, entre outros. Além claro, de contribuir imensamente para a questão das habilidades sociais. A ausência de atividade física na rotina do autista pode impactar na sua autonomia para realização de tarefas como caminhar, virar-se, vestir-se, entre outros. A atividade física é indicada por neurologistas e psiquiatras na maioria dos programas de tratamento para as pessoas com autismo.

Com isso, a educação física inclusiva surge com o objetivo de que todos possam participar da mesma atividade. Essa proposta, implica no entendimento das especificidades de cada aluno e na flexibilização de recursos e regras das atividades físicas. Isso envolve não só alterações nas práticas físicas existentes, como também na criação de novas atividades. A inclusão ocorre efetivamente quando o aluno com deficiência consegue participar das aulas com todos os demais, e, para que isso ocorra é necessário que o profissional da Educação Física esteja devidamente qualificado. (...) 



Fonte: Tudorondonia.com