Comunicação

Comunicação

Clipping

Para prevenção de doenças cardiometabólicas, além da prática de atividade física, é necessário reduz28/03/2019

Apesar da prática de atividade física prevenir doenças cardiometabólicas é necessário, também, reduzir o comportamento sedentário para que os benefícios sejam maximizados. A conclusão é de pesquisa desenvolvida pelo ELSA-Brasil – Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto publicada no periódico “SAGE Open Medicine”, em 2019. Desenvolvido em seis capitais brasileiras (Salvador, Vitória, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre), o ELSA-Brasil acompanha, desde 2008, 15.105 servidores/as públicos/as ativos/as ou aposentados/as de seis instituições de ensino superior e pesquisa do país. Na análise dos dados foi observado que além da prática regular de atividade física, é necessário reduzir o tempo sentado, reclinado ou deitado frente á tela nas horas de lazer (assistir televisão, usar o computador, jogar vídeo game e assemelhados) para garantir proteção contra a obesidade, a hipertensão arterial, as gorduras sanguíneas elevadas e os baixos níveis de HDL-C "colesterol bom". 

O principal objetivo do estudo foi avaliar a associação individual e combinada da atividade física no tempo livre e redução do comportamento sedentário com a saúde cardiometabólica na coorte do ELSA-Brasil. Os principais resultados demonstraram que tanto a atividade física no tempo livre, quanto a redução do comportamento sedentário estão associados a um perfil cardiometabólico mais favorável. Todavia, quando estes dois comportamentos são analisados em conjunto, as associações da atividade física e redução do comportamento sedentário com as doenças cardiometabólicas apresentaram maior significância.  (...)




Fonte: Banco de Ideias